Sáb, 02 de outubro de 2010
160 km, seguindo "reto toda vida" pela famigerada BR-101...
Escrito por: Rodrigo Martins
   

Numa freqüência maior do que gostaríamos, a razão nos falta e algumas idéias absurdas surgem já em tom de desafio, e quando menos percebemos, já estamos pedalando em lugares absurdos para onde normalmente não iríamos. Num frio de 9°, tivemos a infeliz idéia de seguir até Balneário Camboriú, 100% pela sem graça BR-101... Saímos cedo! Cedo demais até para os padrões do Marcelo, que inexplicavelmente parece sentir prazer em acordar cedo. A idéia era visitar o Sr. Robertinho, nosso amigo e patrocinador nas horas vagas. Fernando, num lampejo de sabedoria, negou-se a ir. Seguimos pedal adiante ainda de noite...

O irritante frio insistiu em nos acompanhar por um bom tempo. Sentimos os dedos dos pés congelarem. Sensação horrorosa. Paramos então, num posto qualquer para comer alguma coisa quente, já que tomar café às 5 da manhã - tem que estar muito inspirado. Aos poucos o sol foi aparecendo e à medida que o corpo aquecia, a pedalada ficava um pouco mais agradável.

Apesar do frio intenso, o dia estava ótimo para pedalar, pelo menos ali pelas 10h - onde o sol já estava mais altivo. Já pedalamos tanto pela BR-101, que perdemos o medo. No fundo, até gostamos de pedalar por lá, o problema maior é o excesso dos monstruosos caminhões, que nem aos domingos pela manhã cedo, nos dão uma breve folga...

Nossa sina continua... Mais dois pneus furados nesse passeio. Pudera, com tanto arame de restos mortais de velhos pneus repousados no acostamento, nem se os insignificantes pneuzinhos de nossas bikes fossem revestidos de adamantiun, passariam ilesos. Tem que ser muito felizardo, pedalar por tanto tempo na BR e não furar uma única vez o protegido do Bib...

Uma breve inserta em Itapema... Sobrou vontade, mas faltou coragem de um insensato banho nesse mar gelado. Ficou só na imaginação e o pesar pelo distante verão.

Mais alguns poucos minutos pedalando e já estávamos em Balneário Camboriú. Alerta de fome e cansaço bastante acesos. Robertinho, numa generosidade sem precedentes – abriu a pizzaria exclusivamente para nós, reles criaturas insignificantes. Depois de praticamente 80 km de pedal, ter um Personal Pizzaiolo dedicado, foi digno de emoção. Ou quase... também não vamos exagerar. Mas ficamos certamente muito mais do que felizes! Comemos mais do que devíamos e menos do que queríamos... O convite tentador do Robertinho, em nos levar de volta para casa de carro foi considerado de coração, mas impensadamente recusamos pelo desprazer do desafio.

Então, os pobres de inteligência aqui - voltaram para Florianópolis numa morosa pedalada vespertina com o tradicional vento contra... Parecia não chegar nunca. Também não lembro de termos pedalado 160 km num único dia. De qualquer forma, ficou a lembrança de uma boa manhã. Destaque para a pizza do Robertinho! Realmente sem igual... E de graça! O único gasto que tivemos, foi o café matinal. Porém, numa agradável conspiração cósmica – Marcelo, ao aliviar sua cistite, encontrou 10 pila de dinheiro brasileiro jogado no chão, o que no fim, bancou nosso lanche. Cansados, mas felizes e sem gastar um mísero tostão!... Agradecimento especial ao prestativo Roberto, pelos bons serviços prestados aos dois pseudo-ciclistas esfomeados. Que Jaga lhe pague!

« Pedalada Anterior
Lido 1802 vezes
Comentários
Dom, 03 de outubro de 2010
escrito por: Roberto Kist
Valeu amigos...
Agora vem pedalando dia 16 de outubro
para a Oktoberfest.

Roberto
Seg, 04 de outubro de 2010
escrito por: Antônio Carlos de Azevedo
Porra, essa primeira foto, foi tirada na minha terra, não foi?´- logo depois da ponte sobre o Rio Biguaçu!

Parabéns pela "roubada" "brincadeirinha....!"

Pessoal, agora é pra valer "CICLOVIA DE DOMINGO" em Biguaçu, próximo domingo, dia 10 à partir das 09:30 horas! espero vocês e quem mais vier!

Um abraço!

Tuquinha
» Postar um comentário
Patrocínio
Pizza Bis
Apoio
LaiLai EntregaBeleza BikFURBO ConfecçõesOndePedalar.com.br
Sigam-nos
© 2018 - pedaladas.com.br
Desocupado N°: 389044