Qua, 14 de março de 2012
Antipatizados com o Sol
Escrito por: Rodrigo Martins
   

Bons tempos aqueles em que tostávamos nossos escassos neurônios tentando decifrar as enigmáticas planilhas do TrilhasBR. Hoje com o GPS tudo ficou muito facilitado. Ficamos menos dependentes de trajetos prontos e atualmente temos trilhado o nosso próprio e errante caminho. O site do Peixoto sempre foi a nossa principal referência e influenciou diretamente no nosso peculiar jeito de brincar de bicicleta. Já fizemos a grande maioria dos roteiros que foram sugeridos e sempre estamos atentos a novas atualizações, embora elas estejam cada vez mais espaçadas. A última dica dele é disparada a nossa predileta. Nada de empreitada pelo mundo jurássico, apenas uma bela, pacata e simples estradinha de chão - livre do risco de ser novamente abocanhados por uma nuvem de mosquitos anabolizados. Embirrados com o sol por causa do exagerado calor, iniciamos o pedal ainda na silenciosa madrugada da montanhosa região de São Pedro de Alcântara. A suave brisa nos deu uma saudosa sensação do ainda longínquo inverno e aproveitamos o clima propício e o negrume do momento para ganhar terreno e acelerarmos a pedalada o máximo que o nosso bom senso permitia. Tão cedo o sol estaria ali para nos torturar e a idéia era terminar o passeio antes de dar a chance do mesmo ferver nossos cocurutos. Seguimos em direção à Angelina até quebrarmos a direita em algum ponto qualquer e começarmos a subir por uma estradinha que sequer sabíamos que existia. Recém havia amanhecido e o forte calor já nos aporrinhava.

De início, um divertido sobe e desce pelo relevo acidentado das belas estradinhas da região, cruzando as bacanas propriedades rurais do interior do distinto município. São Pedro de Alcântara foi a primeira colônia germânica de Santa Catarina, sendo fundada em 1829. Sua principal virtude consiste em ser um dos poucos lugares da esfera terrestre que ainda vende o guaraná Pureza em garrafa de vidro.

Já nas proximidades de Antônio Carlos começamos a descer absurdamente. Mergulhamos morro abaixo por uma eternidade e isso sempre assusta, pois sabemos que diversão desse tipo nunca vem de graça.

O espólio da nossa alegria foi a grande subida que se seguiu. Já descemos algumas vezes o tal morro da Usina, mas subir foi a primeira vez (e última, assim esperamos). Uma longa e demorada subida que nos fez repensar muita coisa.

Nossa relação com os morros no sentido de baixo para cima estava um pouco abalada e com esse último martírio (sem direito a descaradas descidas das bicicletas para empurrar), provamos nosso questionável valor e reatamos nossas relações. Bem preguiçosos no que se refere a grandes subidas, aos poucos estamos tentando modificar isso. Incluir mais vegetais na nossa alimentação (blergh!) e mais morros nas nossas pedaladas (blergh!, blergh!). Essa é a nossa atual infeliz meta pré-viagem.

Uma apoucada descida final - apenas para dar a sensação de um dia ganho e fim de papo. O sol apareceu apenas nos últimos minutos do pedal fazendo parecer que a pedalada foi bem mais sofrida do que realmente foi. Bastante próximo da nova viagem e com a nítida sensação de que ainda não estamos preparados. Fechamos o dia tomando a nobre Pureza no Bar do Zezo, uma figura lendária da cidade.

Vale a dica do belo passeio e aos que quiserem se aventurar pelo mesmo caminho, segue o link com os detalhes do percurso: TrilhasBR – São Pedro de Alcântara / Antônio Carlos.

« Pedalada Anterior
Lido 2648 vezes
Comentários
Qua, 14 de março de 2012
escrito por: RITA DE CASSIA CAPELUPI WALTRICK
AMEI ESSE PERCURSO,AMO PEDALAR E AMEI O LUGAR É O MEU FAVORITO.PARABÉNS.
Qua, 14 de março de 2012
escrito por: Henrique
Super Legal o lugar! Convido todos a participar do GP Mairiporã de MTB dia 6 de maio, prova super legal com lindo visual e nivel técnico médio. acesse o site oficial da prova e faça ja sua inscrição!
www.gpmairiporademtb.com
Qua, 14 de março de 2012
escrito por: Hugo carlini
visual massa.. m/
Qua, 14 de março de 2012
escrito por: Delorme
Amei as fotos, local linnnndo, mas fiquei pensando na pureza de garrafa de vidro.
Qua, 14 de março de 2012
escrito por: Priscila 'Guiga'
Seus malucos, sol é tudo de bom, aproveitem enquanto ele ainda brilha na face da Terra.

Vegetais também são tudo de bom (embora eu ainda faça cara de blergh na hora de comer um alface cru). Tô vendo que tão se puxando pra viagem do ano!!! Hehehe!

E foi mesmo um martírio subir essas montanhas sem empurrar as bikes... Parabéns!!! Um dia eu e Valentina chegaremos a esse nível!

Abrazos!!
Qui, 15 de março de 2012
escrito por: JOSIMAR CESAR GUIMARAES
Tenho que confessar que adoraria pedalar nesse estradão, é linda! Aqui em Ouro Preto tem umas lindas também, porém são bem mais verticais rsrsr maravilha, VIVA A BIKE!
Qui, 15 de março de 2012
escrito por: Rubens Santos
Caríssimos, parabéns pela iniciativa deveras inspiradora. Atualmente moro em Iguape - SP, a maior reserva da Mata Atlântica. Tenho tentado unir-me a outras pessoas que sejam amantes das pedaladas, mas ainda não deu muito certo. Os compromissos com o ganha-pão faz com que as pessoas tenham pouco tempo para as prazeirosas pedaladas diárias e até mesmo as de final de semana. Pedalo mais sozinho do que acompanhado. Por muitas vezes é gratificante, pois passando em frente ao mar é-me possível, sem ter a necessidade de convencer alguém, sentar-me debaixo de alguma árvore e olhar o vai e vem das ondas. Enfim... parabéns e continuem firmes no pedal. Boas pedaladas! Ah, se um dia vierem pedalar por essas paragens, precisando de um contato que os auxilie, é só escrever. Abraços.
Qui, 15 de março de 2012
escrito por: Moca
Lugar lindo, lembra o bom e lindo vale do itajaí, parabéns pelas pedaladas...abcs.
Sex, 16 de março de 2012
escrito por: Elton Xamã
hola, tchê!
estava muito quente, mas o sol apareceu apenas nos últimos minutos do pedal??
putz...fiquei com receio de convidar vocês para pedalar aqui no MS, terra onde ano passado os Quenianos vencedores da Meia Maratona Internacional do Pantanal reclamaram do CALOR kkkkkkk
belo pedal, moçada!
abraços
Elton Xamã
Sex, 16 de março de 2012
escrito por: BARILI
Parabéns!!lindo lugar para um pedal!!
Sáb, 17 de março de 2012
escrito por: Waldson (Antigão)
Parece que hoje, somente hoje, descobri como vocês conseguem descolar essas trajetos belos e pitorescos. Subir é uma neura, mas quando chegamos no ápice dos morros nos enebriamos com a vista e depois de lambuja ganhanos uma descida. Parabens por mais este belo e inspirador pedal.
Parece que a escolha dos bar-hands foi unânime, né?!
Grande abraço do Antigão!
Qui, 22 de março de 2012
escrito por: Tuquinha
Parabéns pessoal, o relato de vocês é demais! Esta região é mesmo muito legal de pedalar. Eu também não gosto de morro (subida), mas o negócio é ir subindo, quanto mais encaramos as subidas, mais fácil elas ficam!
Um forte abraço!

www.mtbbiguacu.blogspot.com
Sex, 17 de agosto de 2012
escrito por: Emidio Marques
Galera estive olhando as fotos da viagem e não tenho palavras.muito bom,lugares fantastico.
Parabens.
Abraços.
» Postar um comentário
Patrocínio
Pizza Bis
Apoio
LaiLai EntregaBeleza BikFURBO ConfecçõesOndePedalar.com.br
Sigam-nos
© 2018 - pedaladas.com.br
Desocupado N°: 390643