Seg, 23 de abril de 2012
Conhecendo melhor nossa “Santa & Bela Catarina” – a 4ª viagem... 1 de 9: novamente na estrada!
Escrito por: Rodrigo Martins
   

Sexta-feira, feriado, final de tarde e chovendo horrores. O caos estabelecido e uma coceira na cabeça de preocupação. Todos pareciam agitados demais na aniversariante e outrora sossegada capital de Santa Catarina. Focado na bagagem toda arrumada na última hora, conferi tudo mais uma vez tentando afastar o irritante sentimento de estar esquecendo algo importante. Os alforjes estavam mais vazios que nos anos anteriores, porém mais pesados e isso me intrigava de uma forma não muito boa. Um caprichado lanche de despedida antevendo nove eternos dias vivendo à custa de migalhas (com o perdão do exagero, naturalmente). Fernando atrasou como sempre e muito estranho seria se isso não acontecesse. Marcamos de nos encontrar às 18h na casa do Marcelo e nem de perto conseguimos cumprir o estabelecido. Roberto, o bom samaritano da rodada, veio de Balneário Camboriú, para entre outras coisas – nos buscar. A cidade estava praticamente parada e intermináveis filas ganhavam forma na BR-101. Roberto demorou um pouco mais do que gostaríamos e ainda tivemos que ver o Marcelo amarrar nossas estimadas bicicletas no suporte do carro num mau humor do cão. Um belo exercício à paciência. Dentro do carro, Roberto despejava uma seleção das músicas mais horrorosas que já tivemos o desprazer de ouvir. Até hoje não sabemos se ele curte essa bizarrice sonora da moda ou se a idéia era apenas nos irritar. Jantamos por volta das 22h na cada vez melhor Pizza Bis. Saímos com a pança a ponto de explodir. Parecia a última refeição de quatro infelizes presidiários prestes a reencontrar Joey Ramone no lugar aonde Ronnie James Dio hoje governa. Dormimos (ou tentamos) na casa do Roberto e assustados ficamos ao contemplar a desorganização do sujeito. Sequer havia iniciado a montagem dos alforjes. Passava das duas da manhã e ele ainda zanzava de lá para cá na busca por coisas perdidas. O barulho da chuva era um tormento. Traumatizados pelos anos anteriores, estremecíamos ao considerar todo aquele inferno aquático novamente. Marcelo, que foi para a cama bem mais cedo, foi o único a acordar com aparência de feliz. Antes das 6h já estava inervando aqueles que ainda tentavam dormir um pouco mais. Levantamos contrariados e bastante sonolentos. O primeiro sorriso foi esboçado somente quando percebemos que não chovia no momento e a possibilidade de um belo dia ensolarado fez tudo mudar. Iniciamos a nossa quarta jornada por terras catarinenses exatamente as 7h50 de um tranquilo sábado em Balneário Camboriú. Na saída, alguém comentou que os alforjes estavam mais vazios e mais pesados, o que me tranquilizou. Sinal que estávamos em harmonia.

DIA 1) DE BALNEÁRIO CAMBORIÚ TORRANDO NO SOL ATÉ MASSARANDUBA - PASSANDO POR ITAJAÍ, NAVEGANTES, PENHA, PIÇARRAS, BARRA VELHA E SÃO JOÃO DO ITAPERIÚ...

Logo de início uma absurda subida prenunciando adequadamente o que estaria por vir no decorrer desta recém-começada viagem. Apesar de termos dedicado algum tempo de treinamento objetivando um melhor condicionamento físico, ficou bem claro que a nossa preparação ficou um pouco aquém do que realmente precisávamos e ter percebido isso tão cedo causou alguma inquietação. Cruzamos uma Itajaí em obras, sendo bem maquiada para a “Volvo Ocean Race”, o maior evento náutico do mundo. Os moradores pareciam entusiasmados com o acontecimento e saímos com uma impressão muito boa do lugar. Cruzamos o rio Itajaí-Açú de balsa e pedalamos por um bocado de tempo na cidade de Navegantes com o vento antipaticamente sempre soprando contra.

Seguimos de cabeça baixa tostando o cocuruto no forte calor de um cruel sol de meio-dia. Passamos pelos balneários de Penha e Piçarras, parando para almoçar bem mais além, já quase desesperados de fome, apenas na última quadra da longínqua Barra Velha.

Após um considerável descanso, continuamos nossa aventura apresentando alguns sinais de desgaste em virtude do maltratante calor. Despedimo-nos do litoral e nos aventuramos por um pequeno trecho na porção norte da BR-101. - Há quanto tempo já estamos pedalando? Alguém afetado com o exagerado sol na cabeça perguntou. - Bastante, mas não o suficiente para termos chegado em Nova Iorque... Alguém mais lúcido respondeu.

Pedalamos por mais 25 km num asfalto bem bacana pela SC-474. Roberto que apresentava os sinais de cansaço mais aparente pedalava um pouco atrás. Nesse ponto a água praticamente acabou e não encontramos nenhuma birosca aberta, o que nos obrigou a racionar as preciosas gotas que sobraram pelo restante do caminho.

Para quebrar um pouco a monotonia do asfalto e criar uma pequena variação em cima do que foi feito na viagem passada, já que acabamos repetindo esse pequeno trecho – seguimos por uma bela estradinha de chão que ganhou muito a nossa simpatia no início. Pelo menos até começarmos a subir.

Uma longa, inclinada e inesperada subida - já quase no fim de nossas forças. Penamos muito na parte final do trajeto. As paradas para respirar eram curtas, já que demônios em forma de mosquito não nos davam sossego. Repelentes nesse caso, só os enriquecidos com urânio. Desde muito cedo na estrada e já bem perto de anoitecer, naquele momento estávamos consideravelmente cansados. Uma longa e íngreme descida era justamente o que nossos abalados ânimos precisavam. O trajeto bacana ladeira abaixo - nos fez chegar a Massaranduba completamente revigorados. Cruzamos a pequena cidade um pouco após as 18h, já com os faróis das bicicletas ligados. As ruas completamente vazias nos fez crer que todos estavam na missa ou brincando de The Walking Dead em algum sombrio lugar pela região. Ajeitamos as tralhas no mesmo hotel que ficamos no ano anterior e após um rejuvenescedor banho, seguimos direto para o supermercado em passos acelerados. Garantido o rancho da noite, voltamos para o hotel para finalmente podermos jantar. Na ocasião, encaramos um inusitado X-Egg “aberto”. Apesar da estranheza de comer um lanche com garfo e faca, saímos satisfeitos com a simplória, porém saborosa refeição. A calmaria da pequena cidade fez o sono chegar bem antes do esperado. Depois de um longo dia com praticamente 100 km pedalados, uma noite de sono certamente seria pouco.

Primeira etapa concluída, razoavelmente cansados e com a pele fumegando, embora tivéssemos viajado lambuzados com protetor solar fator 45 da Turma da Mônica.

« Pedalada Anterior
Lido 3428 vezes
Comentários
Seg, 23 de abril de 2012
escrito por: Eymard
Gostei da proteção dos alforges. É capa de chuva ou voces fizeram?
Seg, 23 de abril de 2012
escrito por: Fabrício Leite (Leite Biker)
Bom dia Riders.
É sempre gratificante pra mim abrir a caixa de email numa 2ª Feira e ver o email de uma galera q curte uma boa diversão em cima das MARAVILHOSAS BIKES.
Esse trajeto de vcs, eu ja fiz eles varias vezes tb, embora em dois bikers, vcs ja em quatro é uma forma da gargalhada ser mais continua hehehehe.
Parabéns e mantenha-me sempre informado, uma dia vcs terão o prazer de me aturar num pedal hshs (brincadeira).
Um forte abraço.
" Bons meninos vão para o céu, Mountain Bikers á qualquer lugar."
www.leitemtb.multiply.com/photos
Seg, 23 de abril de 2012
escrito por: Adair José Orth
Que visual,muito legal a viagen de vocês!
Seg, 23 de abril de 2012
escrito por: Priscila 'Guiga'
Aê! Finalmente! Eu não via a hora de começar a ler o relato dessa última viagem. Adorei o logotipo nas capas dos alforges e também as bandeirinhas!
Quando vocês anunciaram que iam começar a viagem, eu lembro que em todo o sul do país estava prevista chuva, e aqui em Porto Alegre realmente chovia pra caramba. Mas pelo visto deu tudo certo nesse primeiro dia.
Parabéns!!
Seg, 23 de abril de 2012
escrito por: Roberto Kist
Que SAUDADES de estar na estrada com os amigos, é muito bom ler e relembrar os momentos da viagem, só o Rodrigo para lembrar de tudo o que rola em nove dias de adrenalina, parabéns ficou dez o relato do 1º dia.

Roberto

Balneário Camboriú SC.
Seg, 23 de abril de 2012
escrito por: André Rabello(Dézinho)
Muito Bom!!!
Obrigado por partilhar esta grande aventura com a galera!
Desejo que continuem neste belo espírito e estarei de olho nos seguintes relatos :)

Abraço,

Dézinho
Seg, 23 de abril de 2012
escrito por: Rock Waltrick
Olá amigos cicloviajantes. Eu e quatro amigos vamos fazer de Curitiba a Floripa pelo litoral em tres dias no próximo final de semana e fiquei curioso para saber quantos kilos de bagagem vocês estão levando?
Um grande abraço!

Rock Waltrick
Seg, 23 de abril de 2012
escrito por: JOSE CRALOS
PARABENS PELO PASSEIO, ME PARECE UM BELO LUGAR .
Seg, 23 de abril de 2012
escrito por: Waldson (Antigão)
Foi com grande satisfação que vi no site Pedal a chamada para este ciclotur maravilhoso como sempre. Como nos comentários que me antecederam, gostei sobremaneira das capas dos alforges todas personalizadas, como emblema da equipe. Parabéns!
Quanto ao pedal em si, não há o que comentar tamanha é a beleza das fotos e o caráter impecável da narrativa. Fui acompanhando a narrativa enquanto ia colocando as cidades que vocês mencionavam no Google Maps, como se fosse eu a pedalar... muito legal! Show mesmo! Pelas minhas contas foram aproximadamente 100 Km de pedal, com as bikes carregadas e vocês ainda dizem que não estavam bem treinados?! Imagine se tivessem!!!

Agora fico na ansiedade dos próximos dias.

Grande abraço do Antigão!
Seg, 23 de abril de 2012
escrito por: jean
ouvir de vcs( do Rodrigo normalmente) as historias das pedaladas é uma coisa, mas ler aqui é sempre muito melhor, ele é mais engraçadinho escrevendo , hahaha... parabens ilustrissimos amigos por mais uma jornada ...
Seg, 23 de abril de 2012
escrito por: Moca
Dizem que quem tem o melhor som no carro tem também o pior gosto para a musica, eheheh, muito massa esta viagem, se estiverem passando por Timbó, podemos marcar uns chopssss, até...
Seg, 23 de abril de 2012
escrito por: Elton Xamã
hola, tchê!!
confesso que fiquei me imaginando no grupo, naquele primeiro momento do relato, onde ocorreu atraso, foram dormir tarde, alforges desarrumados, etc...não sou muito fã dessas coisas, pois costumo ser muito pontual, e tento ser organizado, fazendo o possível para não atrasar um minuto sequer qualquer atividade que seja. Mas, parece que depois que começa a pedalada tudo se "ajusta" hehehe.
abraços amigos!
Elton Xamã, direto do Pantanal Sul-matogrossense!
Ter, 24 de abril de 2012
escrito por: susi saito
Uma e tarara da manha, ja caindo de sono e varias cochiladas anteriores, emial aberto e o link ja aberto de vcs. Ia fechar tudo e dormir, mas nao resisti... espiei de leve, voltei, li tudo! Grata, engracada e deliciosa leitura! Eu, que em considero mais de SC do que do PR, fui imaginando, trecho por trecho da viagem. Parecia ir junto... Como disse mais um outro por ai nas postagens, quem sabe, um dia, vcs me aguentam numa destas pedaladas com vcs!

Nao parem nunca!!!! Nem de pedalar, nem de postar os relatos! Faz bem pra vcs. Faz bem pra nos. Instiga a por o pe, pedal e pneus na estrada!

Adorando e ja aguardando novos relatos!

Abç
Ter, 24 de abril de 2012
escrito por: ALIRIO TÉLLEZ GALLEGO
ABRAZOS PARA TODOS LOS QUE LES GUSTA PEDALEAR...
Ter, 24 de abril de 2012
escrito por: gilberto da silva nunes
espetacular o passeio ciclistico. é vida conhecerrmos o nosso Brasil e mantermos a nossa saúde. abraços, Gilberto
Qua, 25 de abril de 2012
escrito por: Tia Delorme
Rodrigo, adoro ler teus relatos das viagens de vocês. Espero, ainda, ver essas histórias contadas em um livro.
Sáb, 28 de abril de 2012
escrito por: Juan Pablo Borges
É incrível que depois de ouvir tantas vezes essa história, e de ressaltado tantos detalhes pelo nosso estimado Rodrigo, ler aqui sempre se torna divertido e prazeroso. Durante sua viagem, aguardamos ansiosos por seu retorno para bombardeá-lo de perguntas sobre sua tão esperada Pedalada ^^

Muita bacana! Abraços a todos!! ;)
Ter, 26 de novembro de 2013
escrito por: JOÃO LACERDA DUPEDAL
Amigos do Pedal, estive olhando as fotos postada do cicloturismo de vcs pelo Santa Catarina, adorei imagems espetaculares...estou criando coragem para minha primeira pedalada, pelo estado do rio de janeiro, e tambem me preparando para não ter problemas por ai...mande-me alguma dica sobre essas aventuras.. valeu e que deus abençoe a todfos..
» Postar um comentário
Patrocínio
Pizza Bis
Apoio
LaiLai EntregaBeleza BikFURBO ConfecçõesOndePedalar.com.br
Sigam-nos
© 2018 - pedaladas.com.br
Desocupado N°: 389049