Ter, 31 de julho de 2012
Conhecendo melhor nossa “Santa & Bela Catarina” – a 4ª viagem... 7 de 9: para baixo e avante!
Escrito por: Rodrigo Martins
   

Desnecessariamente acordamos muito cedo e antes do primeiro escandaloso galináceo cacarejar, já estávamos rondando o pequeno hotel à espera do desjejum - a exceção do desigual Roberto, que emendou tudo e levantou somente após as 9h, inclusive perdendo o café da manhã. Novamente não havia Pureza de garrafa de vidro e tivemos que nos contentar com a ordinária de plástico. Por mais que digam que é tudo igual – não é! Não é mesmo... Enquanto Bruno, o prestativo atendente do hotel se virava do jeito que podia para lavar nossas fedegosas roupas, aproveitamos a barriga cheia e o ocioso tempo de sobra para voltarmos aos nossos simplórios quartos e reviver em parte a boa noite de sono que tivemos. Cientes de que a parte difícil da viagem havia ficado para trás, nossos semblantes agora eram visivelmente mais tranquilos. Descansados, reiniciamos nossa inusitada pedalada por volta das 11h, entusiasmados com a finada era das grandes subidas.

É na pequena e cultuada Rancho Queimado (menos de três mil humanos que a habitam) que se encontra uma das fábricas de refrigerantes mais antigas do Brasil. A empresa de bebidas Leonardo Sell foi fundada em 1905 e desde meados dos anos 20 fabrica o tradicional Guaraná Pureza, muito popular aqui em Santa Catarina. Antigamente era possível fazer um tour dentro da fábrica e beber o melhor Guaraná do mundo direto da preciosa fonte, quase lambendo a torneira. Mas por uma infeliz determinação da vigilância sanitária, forasteiros como nós, nunca mais terão esse prazer.

DIA 7) DE RANCHO QUEIMADO (REVERENCIANDO A FÁBRICA DA PUREZA) À SÃO JOÃO BATISTA - PASSANDO POR ANGELINA E MAJOR GERCINO...

O forte sol contrastava com a gélida experiência da noite anterior e iniciar o dia sem uma grande subida também foi um pouco esquisito. Entre Rancho Queimado e Angelina são praticamente 14 km e pasmem, quase sempre descendo. A estrada é muito bacana, bem sinalizada e pouco movimentada.

Angelina é outro minúsculo município aonde quase nada acontece. Vive da agricultura, embora seja mais conhecida pelo turismo religioso. O Santuário Mariano e a Gruta de Nossa Senhora da Imaculada Conceição recebem romeiros de todo o país e alavancam o potencial turístico da região. Almoçamos muito bem e no horário, sobrando tempo inclusive para uma soneca no banco da praça. Enquanto dormia, Roberto foi atacado por três guapecas brincalhões que pularam em cima de sua rechonchuda barriga para assim lambê-la. Entre ataques de riso e um quase ataque do coração, todos sobreviveram.

Passamos pela barragem do Garcia, cruzamos algumas comunidades e quase 25 km depois chegamos na escondida Major Gercino, cidade produtora de vinho e champanha. Nesse ponto da viagem Roberto simplesmente desapareceu. Pedalamos calmamente por uma bela estradinha de chão por mais 6 km até reencontrarmos o saudoso asfalto. Aproveitamos a grande reta para acelerarmos e tentarmos nos aproximar um pouco mais do distante Roberto. Quando finalmente mais próximos da isolada criatura, o pneu do Rodrigo furou e teve que ser trocado por duas vezes, já que foi premiado com uma câmara-de-ar defeituosa. Desencanamos e voltamos a cadência de passeio, deixando o apressado amigo seguir seu destino. Numa previsível indagação sobre o fator motivador de tal pressa, os três comparsas que ficaram para trás foram unânimes e certeiros em suas apostas: dor de barriga!

Bastante cedo para os nossos desregrados padrões, chegamos um pouco depois de escurecer em São João Batista, por volta das 19h. Roberto chegou muito antes, guiado pelo preciso instinto de desespero - que o fez acertar o hotel de primeira a tempo de evitar um desastre de ordem bastante pessoal. Depois de acomodados, arrumamos nossas tralhas com calma e tomamos um merecido e demorado banho. Jantamos muito bem numa pizzaria próxima ao hotel. A cidade é movimentada e tem vocação festiva. Muitas mulheres bonitas circulando ao som de irritantes “bate-estaca” vinda dos mais diversos carros que circulavam pelo pequeno, embora bastante agitado centrinho. A ala solteira do grupo até ensaiou a possibilidade de uma noitada, mas o juízo prevaleceu e nosso “festerê” não passou de uma caminhada até o posto para comprar água. Menos cansados que nos dias anteriores, fomos dormir mais tarde que o habitual, jogando conversa fora por boa parte da noite. Contagem regressiva acionada e faltando agora apenas dois dias... Ufa!

Sétima etapa concluída, num dia praticamente perfeito onde não passamos frio e descemos muito mais do que subimos, algo demasiadamente incomum para os padrões desta cicloviagem.

« Pedalada Anterior
Lido 3304 vezes
Comentários
Qua, 01 de agosto de 2012
escrito por: Eleonesio Diomar Leitzke
Parabéns por mais esse relato....que pelo jeito saiu mais rápido do forno...hehehe. Saudações ciclisticas de Blumenau.
Qua, 01 de agosto de 2012
escrito por: SERGIOLIMA
COISAS COMO ESSA NAO TEM PREÇO. PARABENS AMIGOS. ABRAÇOS
Qua, 01 de agosto de 2012
escrito por: Regina Teixeira
Parabéns ao grupo. Excelente pedal e excelente passeio. Companherismo, amizade, carinho e solidariedade uniram vocês. Muito legal.
Qua, 01 de agosto de 2012
escrito por: Niuton
caras, muito legal o roteiro de vocês e parabéns pelas lindas fotos e excelentes relatos! Temos aqui nossa cota de cicloviagens também e sei bem que as experiências que vocês estão vivendo não tem comparação! Um abraço do RS!
Qua, 01 de agosto de 2012
escrito por: Rodolfo Maia Souza
Mais um delicioso relato... só me deu um trabalhinho descobrir o que é 'guapeca'!

Abração a todos, e no aguardo do próximo.
Qua, 01 de agosto de 2012
escrito por: PRISCILA NOVAK
É tão legal ler um relato mais "calmo", sem correrias, subidas, chuvas... Pareceu realmente um dia feliz! Parabéns! E para nós, meros leitores, o fato de faltarem apenas 2 dias para o fim da viagem é desanimador. Hehehe!
Abraço!
Qua, 01 de agosto de 2012
escrito por: fabio fs
porra que cambanda ehihn!!

vão trabalhar seus vagais, há uma enxada heimm ... ficar ai pedalando pelo mundo, coisa mais "sem graça"!!!

"desocupados, pilantras"!

falow pedaladas
abs.
Qua, 01 de agosto de 2012
escrito por: Moca
Caramba, eu que achava que o guaraná Pureza era feita por duendes na terra do nunca, está sendo desanimador é como descobrir que papai-noel não existe!?!?!?!?
Qua, 01 de agosto de 2012
escrito por: ALICE SOUZA
NOSSA ! HOJE EU DARIA TUDO PARA ESTAR EM UM LUGAR COMO ESSE, PARABÉNS.
Qui, 02 de agosto de 2012
escrito por: Edson Luiz da Costa
Parabéns Moçada por mais essa super pedalada em pequenas cidades tudo muito bonito, claro que com os efeitos das belas imagens...gostei das imagens da fabrica do Guaraná Pureza..muito show..conheci essa delicia em Floripa...sorte que o angeloni de joinville vende por aqui..!!
tudo muito show..!!
grande abraço a todos
Sex, 03 de agosto de 2012
escrito por: Anderson Susin
Sou de Caxias do Sul Serra gaucha, e estou maravilhado com as fotos da suas pedaladas, para mim Santa Catarina é o estado mais bonito do Brsail, e o povo mais generoso, tirando o gaucho é claro(hahhha), parabems pela coragem gostaria muito de um dia pedalar ai em Santa Catarina, poderiamos fazer um intercambio, eu nos vamos pedalar ai, organizo uma tropa e depois vcs virão pedalar aqui na serra, só lembrando é serra ou seja muito morro nós adoramos, me passao os nomes para poder adicionar no febook, ou me adicionem ANDERSON SUSIN, CAXIAS DO SUL RS
Sex, 03 de agosto de 2012
escrito por: SOUSA
Vocês tem certeza de que estavam pedalando pelo Brasil, com tantos locais belíssimos como estes dá a impressão que estavam em algum lugar da Europa. Precisamos conhecer mais esse nosso País maravilhoso. Valeu galera. Um abraço a todos.
Sex, 03 de agosto de 2012
escrito por: cassandra
olá... qd será o p´roximo?
Sex, 03 de agosto de 2012
escrito por: Adair José Orth
Um pedal melhor que o outro!
Sáb, 04 de agosto de 2012
escrito por: Juan Pablo Borges
Haha! Muito bom! Acho realmente incomum quando há tantas decidas e chego a ficar feliz por vcs ^^

o//
Sáb, 04 de agosto de 2012
escrito por: Elton Xamã
hola, tchê!
pelo jeito foi o dia mais tranquilo da cicloviagem!
abraços,
Elton Xamã
Pantanal MS
Sex, 10 de agosto de 2012
escrito por: Waldson (Antigão)
Ah, como é bom um dia perfeito! Perfeito é aquele dia que termina quase exatamente do jeito que previmos.
Ótimo relato, belas fotos como sempre!

Abraços do véio!
» Postar um comentário
Patrocínio
Pizza Bis
Apoio
LaiLai EntregaBeleza BikFURBO ConfecçõesOndePedalar.com.br
Sigam-nos
© 2018 - pedaladas.com.br
Desocupado N°: 401470