Qua, 29 de fevereiro de 2012
Morro da Boa Vista: revisitado
Escrito por: Rodrigo Martins
   

Correndo o risco de adquirir permanentemente o péssimo hábito de acordar cedo, mais uma vez madrugamos para pedalar, prestigiando assim o bom senso. Pressupondo que o passeio tenha que ser divertido - pedalar mais tarde, nesse absurdo calor, por ora está totalmente descartado. Partimos pouco antes do alvorecer, sem reclamar - embora levemente antipatizados com o momento. Lidar com o sono não é nenhuma especialidade nossa e aos poucos estamos redescobrindo a vida antes do meio-dia dos outrora entediantes domingos. Para compensar o desgosto, marcamos um churrasquinho pós-pedalada. Com predileção por pizza e comida chinesa e às vezes até se encantando com um simples pão com ovo – raramente nos reunimos com essa finalidade, pois ninguém do grupo é um grande entusiasta da carne assada espetada. O evento foi mais para tentar o nosso amigo vegano, ex-glutão carnívoro que insiste em dizer que berinjela recheada e carne de soja são iguarias com sabor.

Aproveitamos o asfalto inicial para discutirmos algumas coisas que ficaram pendentes em relação a nossa próxima viagem. Está praticamente tudo acertado, restando apenas alguns detalhes morrinhentos de logística a serem resolvidos, mas nada que uma boa aspirina não resolva. Por se tratar de um trajeto bem mais complicado, possuindo uma altimetria pra lá de inconveniente, estamos um pouco mais focados na parte física e nos preparando adequadamente há algum tempo. Correndo, pedalando mais, moderando na Pepsi e até se aventurando numa monótona musculação. Tudo isso em prol de uma viagem menos sofrida fisicamente. Assim tem sido a vida dos pseudo-atletas que compõem a ala vassala do grupo. Enquanto isso, no lado feudal, lá na Sala da Preguiça em Balneário Camboriú... Roberto intensifica sua relação de afeto com o sofá e pelas informações que os ventos nos trazem, tem trabalhado bastante os músculos dos dedos trocando o canal de sua amada TV. Com todos aparentemente cientes que esse ano não será nada fácil, preparados ou não, o cronômetro regressivo já foi ligado. Faltando agora menos de um mês para seguirmos viagem.

O trajeto desta semana é algo que de tempos em tempos refazemos. Temos um carinho especial pelo lugar, talvez por ter sido a nossa primeira pedalada distinta e com a qual iniciamos esse malfadado site e suas historietas sem sentido. Hoje já o enxergamos como um trajeto bem mais simples, pois de lá para cá enfiamos nossas bikes em uma infinidade de lugares horrorosos, mudando assim nossas referências e parâmetros. Naquela época, o tal Morro da Boa Vista nos encantou pela sua exuberante paisagem e pelo até então absurdo desafio. Na singela ocasião, empurramos bem mais do que pedalamos.

Algumas coisas mudaram e outras nem tanto. Continuamos dando aquela empurradinha marota sem o menor constrangimento. Há trechos impossíveis de se pedalar e em alguns momentos a aventura fica mais parecida com uma escalada do que com uma pedalada propriamente dita. Esse trecho que nunca foi bom - tem piorado bastante com o passar dos anos e na atual conjuntura, está longe de podermos chamar de estrada. Mas ainda assim, dá para se divertir aos montes galgando entre uma cratera e outra.

Passado a parte chata de empurrar, escalar, saltar valas e ser picado por todas as variações possíveis de mosquitos da esfera terrestre... Eis que de uma hora para outra, justamente quando você começa a ficar um pouco irritado - o pedal se transforma completamente. Bem pertinho de casa, consiste num dos trechos mais bacanas da região para se pedalar. A vista lá de cima justifica o nome.

 

A descida final compensa qualquer lamentação da subida, inclusive a emboscada dos malfeitores associados de aedes aegypti em sua forma mutante. Menos de 40 km depois, bem antes do meio-dia e já estávamos em casa curtindo um belo churrasco. O peculiar cheiro da carne na brasa naturalmente deve ter colocado dúvida na cabeça de nosso amigo excêntrico. De qualquer forma, prevenido, trouxe de casa alguma coisa estranha com berinjela e pareceu gostar. Ficamos convencidos disso. Se não deu certo com a picanha, tentaremos frango assado da próxima vez.

Para encerrar, uma dica de um blog muito bacana do qual gostamos demais: Diário da Magrela. Extremamente criativo e muito divertido. Destaque para a postagem mais recente referente ao 1° Fórum Mundial da Bicicleta que aconteceu no último final de semana na capital dos gaudérios. Prestigiem.

« Pedalada Anterior
Lido 2208 vezes
Comentários
Qua, 29 de fevereiro de 2012
escrito por: daniel rogelin
Que show as fotos e o lugar espetacular.com certeza devem ter curtido muito esse lugar..
abraço..
daniel rogelin.
Qua, 29 de fevereiro de 2012
escrito por: Elton
hola, chamigos!
começar a pedalar bem cedo facilita muito quando o clima da região não é propício (por exemplo aqui no Mato Grosso DO SUL)...mas realmente a preguiça me deixa meio grog por algum tempo antes "despertar" de verdade!
muito bonito o percurso, mas muito sobe-e-desce, hein? deve ser cansativo.
abraços
Elton Xamã
Qua, 29 de fevereiro de 2012
escrito por: Deva Saravalli
Show de fotos mesmo! Lindas paisagens.
Qua, 29 de fevereiro de 2012
escrito por: RODRIGO CARDOSO
muito bom uma paisagem linda quanto tempo leva para pedalar esse percurso ai.
Qua, 29 de fevereiro de 2012
escrito por: Celso Ribas
q espetáculo, q visual, parabéns!
Qui, 01 de março de 2012
escrito por: susi saito
Ola!
Vcs aceitam visitantes de fora nestes pedais malucos? Ja fui da bike, pulei pras corridas, inclusive as dai de Floripa Volta a Ilha e Mountain Do e outras maluquices. Moro em Londrina, mas de coracao sou das bandas de SC, mais precisamente de Bombinhas. Qd forem programar algo proximo de feriado ou em ferias, e nao se importarem de receber intrusa apaixonada por coisas parecidas, please, me avisem. Adorei o relato divertido, imgs s comentarios...

Visitem o meu: clicandoeconversando.blogspot.com

Ate uma proxima!
Qui, 01 de março de 2012
escrito por: Moca
O pedal parece ter sido trash,mas esses é que fazem da pedalada algo incomum, muito peculiar, só faltou a trilha sonora tocada pelo Bujeria, ehehehhe... parabéns pelas pedalas,Abcs
Qui, 01 de março de 2012
escrito por: TAXABIKE
Show de bike esse pedal!!!!

www.taxabike.blogspot.com
Sáb, 03 de março de 2012
escrito por: Waldson (Antigão)
Olá povo bão!
É interessante como vocês redescobrem os lugares, tornando-os ainda mais belos do que eram no passado. Parece até que há alguma magia a mais atrás das objetivas.
Depois de um belíssimo pedal como esse, tão bem narrado e ilustrado por essas maravilhosas imagens, até eu que estou aqui do outro lado do monitor fiquei com vontade que "queimar" uma carninha domingueira.
Mais uma vez parabéns á todos!

Vamos então aguardar a viagem que está por vir!

Abraços do Antigão!
Sex, 09 de março de 2012
escrito por: Priscila 'Guiga'
Nem dá pra acreditar que tá rolando todo um preparo físico para a próxima viagem... Espero que o amigo vegano resista à tentação das coxinhas da galinha e continue "pastando" bem faceiro. Sou vegetariana, preciso enfrentar o chefão dos laticínios para passar de fase e atingir o nível do brother aí.

Mas sinceramente, tenho visto que os vegetais são mais práticos para cicloturismo... Não me imagino carregando um pedaço de carne por cento e tantos quilômetros até chegar a um local onde possa assá-lo... Agora uma cebola vai e volta inteira! Maçã também! Isso eu garanto! Hahaha

Cara, vocês conseguem transformar qualquer viagem em uma aventura, mesmo locais mais próximos ou não tão aventurosos! Voltar a um lugar "que já foi pedalado" com outro pique, depois de rodar bastante por vários outros lugares, é muito gratificante. A gente sente o quanto evoluiu (ou retrocedeu... hahahaha).

Estou acompanhando a contagem regressiva, hein. Não vão nem dar uma palhinha de pra onde vão? :b

Abração e bons pedais pra vocês!
» Postar um comentário
Patrocínio
Pizza Bis
Apoio
LaiLai EntregaBeleza BikFURBO ConfecçõesOndePedalar.com.br
Sigam-nos
Strava
© 2017 - pedaladas.com.br
Desocupado N°: 371406