#setembroamarelo - Mês de prevenção ao suicídio
Conhecendo melhor nossa "Santa & Bela Catarina" – a 2ª viagem... 5 de 9: Ala Pucha Tchê!
Escrito por: Rodrigo Martins em 23/06/2010

O dia começou diferente, na rua tempo feio e fechado. Uma leve garoa pela manhã indicava frio pela frente. Cada um acordou num horário, sem a pressão de sair cedo como no dia anterior. O café foi dos mais mixurucas da pedalada e cada um comeu solitariamente, com a mente dispersa, sem precisar jogar conversa fora desde cedo. Seu Sérgio madrugou e saiu pra pescar, o que foi um indicativo de que o coração dele anda muito bem. Talvez a cabeça, não muito, já que sair cedo assim e no frio é de se desconfiar. Vagarosamente ajeitamos nossas tralhas e bocejando, demos reinício a essa nossa viagem insólita...

DIA 5 - DE PRAIA GRANDE À BALNEÁRIO ARROIO DO SILVA PASSANDO POR SOMBRIO (VIA MALDITA 101...) E ARARANGUÁ...

Roberto estava mais resignado em relação aos cânions e nem tocou no assunto. Aliás, hoje todos estavam muito quietos. Próxima parada: Rio Grande do Sul, distante apenas alguns metros do hotel...

Para lá - o estado vizinho, a querência dos tchês. Terra dos gaudérios faceiros, que nem paisano a meia-guampa! Para onde enrolamos o poncho para atê-lo nos tentos do lombilho. Dos xirus de guaiaca e bombacha palmeando porongo. Estância do Terêncio de lenço, do limpa banco bem bagual! Em vista disso tudo - Bah!... Como eu amo ser Catarinense!

Sim, e do lado de cá - nossa “Santa e bela Catarina”. O rio é a linha limítrofe entre os dois estados. Santa Catarina separa o Rio Grande do Sul do resto do Brasil. De nada!...

Adeus Praia Grande! Cidade das duas mentiras... Não tem praia e não é grande.

Assim que pegamos a estrada efetivamente, a chuva chegou e chegou para ficar. A essas alturas não tínhamos idéia do que viria pela frente, mas já posso adiantar que choveu praticamente 100% os cinco dias restantes da pedalada.

Mas por enquanto estava divertido. Um dia ou outro na chuva é até legal... Um dia ou outro.

Poxa... Achamos essa prefeitura tão chinfrim que resolvemos prestigiá-la!

São João do Sul – outro de tantos municípios que nunca ouvimos falar.

Pedalamos por um bom trecho pela BR-101 nesse dia, cerca de 45 km. Pior que o frio e a chuva, era o insistente vento que soprava contrário ao nosso destino. Por sorte era feriado de alguma coisa e o movimento na estrada estava relativamente tranquilo. Roberto que havia esquecido os cânions cismou agora em querer ir até Torres no estado vizinho. Começou a lengalenga de novo, pelo jeito.

A parada providencial para o almoço foi em Sombrio. Estávamos exatamente na metade da pedalada. Entramos no Japonês tremendo de frio. Marcelo (reclamando absurdos da chuva), Fernando e Roberto se esbaldaram no bufê do restaurante. Segundo eles, foi o melhor almoço da viagem. Rodrigo, insignificante criatura – ficou de castigo na ala das pessoas desfavorecidas para poder cuidar das amadas bicicletas e foi servido de pastel. Com a fome que estava, também achou ser o melhor pastel do mundo.

No finalzinho da tarde, entramos em Araranguá e saímos com vida da BR-101 (logicamente, já que esse post não foi psicografado, nem nada...). Felizes por estarmos inteiros e por não ter mais o vento soprando de frente e empurrando nossas bikes para trás.

Logo em seguida, Balneário Arroio do Silva.

Chegamos no hotel ainda de dia. Esse trecho da viagem, apesar de ser todo asfaltado, exigiu um pouco mais de nossas carcaças. Pedalamos muito tempo com o vento soprando muito forte e de forma antagônica ao nosso destino. Isso sem falar do frio e da chuva... Pedalar na BR-101 e em obras ainda por cima, é um pouco estressante também, o que inconscientemente nos forçou a aumentar o ritmo. Primeiro para sair o quanto antes dessa Highway to Hell, e segundo - para esquentar nossos tremulantes esqueletos. Resultado disso tudo? Chegamos bastante cansados! Marcelo reclamou da garganta e Roberto marmanjo, disse que estava com a Maldição Cruciatos*. Sim... deveras constrangedor.

*(Pronunciação: CRU-ci-o ; Descrição: Causa enormes dores físicas por todo o corpo da vitima; Visto/Mencionado: É a Maldição Imperdoável usada por Comensais da Morte e Voldemort para torturar...). 

Desnecessário comentar uma piscina dessa, num tempo desse. Mas de qualquer forma, finalmente um hotel bom! Sensacional para os nossos padrões. Nem dava vontade de sair do quarto, mas a fome era grande demais e tivemos que enfrentar a preguiça. Caminhamos, comemos qualquer coisa em qualquer lugar e retornamos para o aconchego de um raro quarto bom de hotel o quanto antes. Ligamos a TV e ...

ZZZzzZzZZZzzzzzZzzzzz...

Quinta etapa cumprida, molhados e devidamente cansados.

Comentários
Seg, 02 de janeiro de 2012
Por: Priscila
Já passei pela situação de cruzar a fronteira SC-RS em direção à capital gaúcha e começar a chover (aliás, a cair o mundo) na mesma hora. RS é terra amaldiçoada, quero ir pra SC já! Agora! E de bike. hehehehe
Seg, 02 de janeiro de 2012
Por: Priscila
Vocês ficaram no mesmo hotel que o meu grupo de trekking quando fomos fazer a trilha do Rio do Boi! :D

E essa viagem em grupo tá rendendo, hein. Hahahahaha
Minha chefe não entende as gargalhadas no meio do serviço... rsrsrs
Sáb, 03 de julho de 2010
Por: alcaide
Bela viagem, belo relato e belas fotos.
Qua, 30 de junho de 2010
Por: Elton
100% de chuva em 5 dias? Afffffffffffffffff e
chuva, vez ou outra, vá lá...mas tantos dias assim fica complicado se divertir, mas parabéns galera!
abraços
Sáb, 26 de junho de 2010
Por: Waldson (Antigão)
Eta turma boa! Muito bacana o relato! Mas... convenhamos, pedalar na chuva com vento contra... ninguém merece!

Parabéns moçada!

Grande abraço!
Sáb, 26 de junho de 2010
Por: Luiz Henrique
Grande Rodrigo!!!!

Primeiramente quero parabenizar pelo aniversário!!!! É isso aí, cara!!!

"Segundamente" (hehehe) parabenizar por esta postagem. Ficou muito legal, hein? Cara, teu texto é muito inteligente (e hilário tbm! - hehehe).

[]'s
Sex, 25 de junho de 2010
Por: Douglas
Muito bom o blog! Rodrigo, suas piadinhas espetaculares estão de parabéns! Hahahaha!
Qua, 23 de junho de 2010
Por: Eduardo do Nascimento
Poww sacanagem, deixar o Rodrigo do lado de fora. Só porque ele sabe aplicar golpes mortais!!!! E ainda na hora do almoço....

Tem que ganhar o salário em dobro!!!!


Abraços